O Banco Central do Brasil (BCB) possui o Sistema de Informação de Crédito chamado (SCR), este sistema foi criado para lançar as movimentações financeiras dos clientes, tais como financiamentos, empréstimos dentre outros.

Os bancos maliciosamente utilizam este sistema para restringir créditos, desta forma o (SCR) é conhecido como a listra negra dos bancos.

Se você já tentou fazer um financiamento, empréstimo ou solicitar um cartão de crédito e mesmo com o nome limpo foi negado, provavelmente você está na lista negra dos bancos, vou explicar.

Quando um cliente solicita um crédito junto a alguma instituição financeira (bancos) eles consultam o SPC, Serasa e outros órgãos e, os bancos consultam também o SCR logo, se o cliente possui o nome como devedor, ou como quem causou prejuízo ou que oferece risco, o crédito é negado.

Então, mesmo com o nome limpo você tem seu crédito ou financiamento negado, provavelmente você está com o nome na lista negra dos bancos.

Você deve procurar o nosso escritório que tomaremos as providências judiciais para que o seu nome seja excluído da lista e você volte a ter seu crédito.

Superior Tribunal de Justiça (STJ), informativo nº 447:

...“Desse modo, como um cadastro de negativação, o Sisbacen, no âmbito das instituições bancárias, por meio de seu SCR, age da mesma forma dos demais órgãos restritivos de crédito, como uma central de risco, cuja finalidade é avaliar o risco de crédito com vistas à idoneidade financeira dos consumidores, ou seja, avaliar a probabilidade de que o valor emprestado para consumidor de serviços bancários seja recebido de volta pelo banco mutuante”... (REsp 1.099.527-MG, Relª. Minª. Nancy Andrighi, julgado em 14/9/2010.)

...“O Sistema Central de Risco de Crédito é instituição restritiva de crédito por avaliar a capacidade de pagamento do consumidor”... (AgInt no AREsp 851585 / SP, Rel. Min. João Otávio de Noronha, Terceira Turma, publicado em 23/06/2016).

TJMG

CIVIL E PROCESSO CIVIL DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO C/C INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL FORNECEDOR DE PRODUTOS E SERVIÇOS RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA PAGAMENTO DE DÍVIDA MANUTENÇÃO INDEVIDA EM CADASTRO DO BANCO CENTRAL DO BRASIL (SISBACEN OU SCR BACEN) DANO MORAL PRESUMIDO. As informações fornecidas pela instituição financeira requerida ao SISBACEN o ao SCR Bacen acabam por restringir o crédito do consumidor/cliente bancário, já que tais sistemas são utilizados para avaliar a capacidade de pagamento desse consumidor. (Apelação Cível nº 010700741.2014.8.13.0287, Rel. Des. Otávio Portes, publicado em 27/03/2017). Grifei INDENIZAÇÃO - DANO MORAL - SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE CRÉDITO DO BANCO CENTRAL DO BRASIL - CADASTRO RESTRITIVO DE CRÉDITO - ACORDO EXTRAJUDICIAL - QUITAÇÃO - MANUTENÇÃO DE INFORMAÇÕES. De acordo com o entendimento do STJ, embora o Sistema de Informação de Crédito seja distinto dos órgãos de proteção ao crédito, como SERASA e SPC, também possui natureza de cadastro restritivo de crédito, tendo em vista o caráter de suas informações, que têm por objetivo reduzir o risco das instituições financeiras na concessão de crédito... (Apelação Cível nº 0357725-74.2014.8.13.0702, Relª. Desª. Evangelina Castilho Duarte, publicado em 30/03/2016). Grifei

Alem de pedir a exlusão do seu nome da lista negra dos bancos, você tem direito aos Danos Morais.

DANOS MORAIS

CIVIL E PROCESSO CIVIL DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO C/C INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL FORNECEDOR DE PRODUTOS E SERVIÇOS RESPONSABILIDADE CIVIL OBJETIVA PAGAMENTO DE DÍVIDA MANUTENÇÃO INDEVIDA EM CADASTRO DO BANCO CENTRAL DO BRASIL (SISBACEN OU SCR BACEN) DANO MORAL PRESUMIDO. As informações fornecidas pela instituição financeira requerida ao SISBACEN o ao SCR Bacen acabam por restringir o crédito do consumidor/cliente bancário, já que tais sistemas são utilizados para avaliar a capacidade de pagamento desse consumidor. ...“ Trata-se de recurso de apelação interposto contra a r. sentença nas ff. 83/87, que nos autos da ação declaratória de inexistência de débito c/c indenização por danos morais ajuizada por Carlos de Faria em face da Banco Bradesco Financiamentos S/A, julgou procedentes os pedidos iniciais, para condenar o parte ré a pagar indenização por dano moral no valor de R$ 8.800,00.” ...“ Com esses fundamentos, NEGO PROVIMENTO AO APELO, para manter a r. sentença recorrida pelos seus próprios e jurídicos fundamentos e pelos que ora se acrescentam.” (Apelação Cível nº 010700741.2014.8.13.0287, Rel. Des. Otávio Portes, publicado em 27/03/2017). APELAÇÕES CÍVEIS PRINCIPAL E ADESIVA AÇÃO DE REVISÃO DE ACORDO EXTRAJUDICIAL C/C COMPENSAÇÃO POR DANOS MORAIS CLÁUSULAS ABUSIVAS VIOLAÇÃO DA BOA-FÉ OBJETIVA OCORRÊNCIA NEGATIVAÇÃO INDEVIDA DE NOME SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE CRÉDITO (SCR) DO BANCO CENTRAL DO BRASIL INFORMAÇÕES DESABONADORAS CARÁTER DE ÓRGÃO RESTRITIVO DANOS MORAIS CONFIGURADOS VALOR DA COMPENSAÇÃO MAJORAÇÃO JUROS DE MORA DATA DA CITAÇÃO. ...“Ex positis, NEGO PROVIMENTO AO RECURSO PRINCIPAL e DOU PARCIAL PROVIMENTO AO RECURSO ADESIVO, reformando em parte a sentença para majorar o valor da compensação por danos morais para R$ 20.000,00 (vinte mil reais), com correção monetária pelo índice da CGJTJMG desde a data da publicação do acórdão.” (Apelação Cível nº 011628462.2014.8.13.0261, Rel. Des. Veiga de Oliveira, publicado em 30/09/2016). Grifei

...“Uma vez renegociado o débito e quitado o acordo extrajudicial, não é lícita a manutenção do registro de inadimplência no Sistema de Informações de Crédito do Banco Central, pois já não existe mora, nem crédito a ser protegido. A fixação do quantum indenizatório a título de danos morais deve operar-se com razoabilidade, e em proporção ao grau de culpa, ao nível sócio-econômico da parte ofendida, ao porte do ofensor e, ainda, levando-se em conta as circunstâncias do caso”... (Apelação Cível nº 0357725-74.2014.8.13.0702, Relª. Desª. Evangelina Castilho Duarte, publicado em 30/03/2016). Grifei

Cadastre-se para acessar

Mensagem enviada, obrigado.
Ocorreu um erro ao enviar os dados. Tente novamente, caso o erro persista, entre em contato através do telefone ou whatsapp.